Pequenos Adultos

Nas culturas primitivas as crianças eram tratadas como adultos; participavam de orgias sexuais, cargas de trabalho de 10 horas por dia em fábricas (durante a Revolução Industrial) e no campo, eram tratadas com muita violência, lhes cobravam grandes responsabilidades, etc.

Foi a partir do século XVIII que a Igreja toma a iniciativa de afastar as crianças (da burguesia e nobreza) deste cenário.

O estudo sistemático para nossos pequeninos se dá somente a partir do século XIX, porque percebe-se a necessidade de uma educação formal, já que o mercado de trabalho começa a exigir uma formação educacional prévia para alguns tipos de ocupação. Mas nesta época, a educação se fazia com violência pelos professores.

No início do século XX, Freud aponta para distúrbios que tem início devido a eventos que acontecem na infância. Como consequência deste novo cenário, inicia-se uma nova fase para o estudo das crianças.

A Psicologia Infantil surge, recentemente, como ciência que pretende descrever os eventos relacionados à infância e suas transformações decorrentes de aspectos não biológicos no que é inato.

A Psicologia em si, é uma ciência recente, e ainda há muita coisa para se estudar, no entanto, podemos observar que grandes avanços já foram feitos na área da Psicologia do Desenvolvimento.

Porém, no cenário atual, ainda é preciso que se faça grandes alterações práticas, os estudos são fundamentais para a mudança que é preciso, no entanto, muita coisa deve se tornar literal de toda esta teoria que já temos. O ideal está longe de ser real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: