Posts marcados ‘Psicopatologia’

Sadismo Sexual

sadismo sexual O sadismo sexual é uma prática incluída na categoria de perversões sexuais, na qual, o dominador inflige sofrimento físico, psicológico e/ou moral sobre sua vítima.

Alguns sádicos se sentem perturbados por suas fantasias, que envolvem o controle total sobre seu parceiro.

O que causa a excitação sexual é o sofrimento do outro.

É extremamente comum, dentro deste contexto, o uso de objetos que inflija dor, como chicotes, choques elétricos, itens para fazer queimaduras, facas, vendas, amarras, etc.

Geralmente, é uma prática crônica e sua gravidade tende a aumentar com o tempo.

Quando feito sem o consentimento do outro, alguns casos podem chegar a morte, principalmente se associado à psicopatia.

Veja mais em nossa página de Artigos

Paternidade altera o cérebro

Anne E. Storey, uma psicóloga e seus colegas da Universidade Memorial de New-foundland, no Canadá, recentemente descobriram que o nível de testosterona dos pais diminuiu em um terço nas primeiras semanas após o  nascimento de seus filhos, o que sugere que o homem ficam menos agressivo e mais acolhedores nesse período.

Sendo que alguns pais podem apresentar até sintomas de depressão pós-parto. E para ouvir mais sobre esta patologia especificamente, clique aqui e ouça o pod-cast.

Leia mais sobre esta matéria.

Cognitivo Comportamental para a Dor

Clique para ler o livro na web.

Cognitivo Comportamental para Transtornos de Ansiedade

Clique para ler o livro na web.

Refém do Silêncio

Sinopse: Um psiquiatra recebe uma nova paciente que não deixa que ninguém a toque, não fala e que agrediu gravemente um homem. Na manhã seguinte, ele levanta e como sempre faz, tenta acordar sua filha, mas não a encontra. Percebe que a tranca da porta foi quebrada e sua filha sequestrada. Sua família está nas mãos de uma gangue que tem um vínculo com sua nova paciente. Ele terá que descobrir um número, mas somente ela sabe qual é. Sua filha corre risco de morte e o tempo conspira contra ele.

Este ótimo filme de ação, que nos prende em nossas cadeiras, foi analisado baseado na matéria de  Psicopatologia. Observamos os transtornos de personalidade e patologias da paciente e do líder da gangue.

Ela possui Transtorno de Estresse Pós Traumático com comorbidade do Transtorno Factício e Amnésia Dissociativa. Já o bandido tem Transtorno de Personalidade Anti-Social.

Nos próximos posts falaremos sobre as patologias da paciente, ou seja, Transtorno de Estresse Pós-Traumático ( já postado ), Transtorno Factício e Amnésia Dissociativa.

Transtornos Alimentares

Fazem parte desta classe de Transtornos a Anorexia Nervosa e Bulimia.

A Anorexia Nervosa é a indução à perda de peso. O peso corporal fica em média, 85% abaixo do esperado. O sujeito recusa-se a ganhar engordar.

O índice de massa corpórea sempre fica em menos de 17.5

Os critérios para que seja diagnosticado a Anorexia Nervosa são:

  1. Recusa em manter peso corporal;
  2. Medo intenso de ganhar peso ou engordar, mesmo estando abaixo do ideal;
  3. Perturbação no modo de vivenciar o peso e a forma do corpo (auto avaliação corporal completamente distorcida);
  4. Fica sem menstruar por três ciclos menstruais consecutivos.

A Bulimia acontece quando o sujeito tem episódios no qual come compulsivamente, não consegue se controlar e logo após tenta expelir o que ingeriu.

Os critérios para que seja caracterizado como Bulimia são:

  1. Indivíduo tem uma ingestão de alimentos por período ilimitado;
  2. Falta de controle (suja-se ao comer);
  3. Sujeito induz vômito, faz uso de laxante, diuréticos, jejum ou exercícios excessivos;
  4. Em média a pessoa tem que praticar esse ritual de comer compulsivamente e induzir o vômito por 2 vezes por semana, no mínimo por 3 meses.

Existe 2 tipos de Bulimia:

  • Purgativo: sujeito induz o vômito e faz uso de laxantes.
  • Não purgativo: o indivíduo faz jejum e exercícios físicos exagerados.

Na população geral o índice  para as mulheres é de 1% de Anorexia e 4 % de Bulimia, a cada 10 mulheres com estes Transtornos Alimentares, existe 1 homem que também se encontra nesta situação.

O início da Anorexia se dá sempre no início da adolescência, já a Bulimia é no início da fase adulta ou final da adolescência.

Nos pacientes bulímicos ocorre desenvolvimento de calos na superfície dorsal das mãos, erosão dentária e no estômago (devido à indução do vômito).

O paciente que é anoréxico pode desenvolver Transtorno Obsessivo Compulsivo e Fobia Social. Já o bulímico pode desenvolver alcoolismo e fazer uso de drogas.

Estes Transtornos Alimentares podem levar à morte.

Transtornos Somatoformes

Desta classe de Transtorno faz parte:

  • Somatização: São sintomas físicos inexplicáveis, dentro dos critérios médicos. Para que os sujeitos sejam diagnosticados com Somatização é preciso que haja 8 critérios: 4 sintomas de dor (Ex: dores diversas, ao urinar, dores no corpo, durante períodos menstruais e outras sem explicação médica); 2 sintomas gastrointestinais (Ex: intolerância a alimentos, diarréia e outras); 1 sintoma ligado à sexualidade (Ex: ejaculação precoce, dor durante a relação sexual, indiferença sexual etc); pseudoneurológicos (Ex: cegueira, paralisia de membros, formigamento, surdez etc).
  •  Transtorno Conversivo: São sintomas relacionados à neurologia e/ ou sensações. Ex.: cegueira, formigamento, não consegue andar, não sente frio. Mas um dado importantíssimo é que o sujeito não sente dor. É preciso que este quadro se configure em pelo menos 1 mês consecutivo. É preciso que não haja nenhuma outra condição médica.
  • Transtorno Doloroso: O sujeito sente dor em um ou mais locais anatômicos diferentes, em qualquer lugar do corpo. Ex: dor nas costas.
  • Transtorno Hipocondríaco: O indivíduo acredita que tem uma doença mais grave do que realmente tem e por isso se auto-medica. Ex: a pessoa tem uma simples dor de garganta e tem a certeza de que está com câncer na laringe.